Espero que você goste desse artigo.
Se você quer recuperar dados, CLIQUE AQUI para realizar um orçamento sem custo e sem compromisso.

Dispositivos De Armazenamento Para Uso Pessoal

Você pode estar se questionando ou fazendo uma pesquisa, sobre qual é o melhor dispositivo de armazenamento, qual é o mais barato, qual é o mais seguro, que deva utilizar no computador de uso pessoal. Não é mesmo?

HD vs SSD: qual eu devo usar?

Você sabia que muitas pessoas tem tido dúvida se compram um computador que tenha HD ou SSD? Se instalam ou não instalam, um armazenamento de dados mais atual no desktop ou notebook antigo, ou se permanecem no convencional disco rígido?

Em meio a essa pandemia que estamos vivendo, as pessoas e as empresas tiveram que se adaptar ao modelo de home office, e a maioria foi pega de surpresa, onde estão sendo obrigadas a usar aquele dispositivo antigo, que possivelmente estava empoeirado, desatualizado e faziam meses que não era ligado.

Para um trabalho mais ágil e mais seguro, muitos usuários estão enfrentando este dilema de comprar ou não um computador que tenha o HD e que seja mais eficaz, ou partir direto para um SSD, que é mais caro, porém, é o dispositivo mais atual.

Saiba que, para atualizar e trocar o seu hardware, é necessário também atualizar o seu software para fazer o gerenciamento dos dados, para que funcione da melhor maneira possível, e seja fluido.

É necessário primeiro entender qual é o seu tipo de uso para estas unidades de armazenamento.

Para os usuários mais técnicos e profissionais, que trabalham com edição de fotos e vídeos, programação, criação de jogos, desenvolvimento web e aplicativos, que dependem de performance, respostas rápidas e leituras ágeis.

Aos usuários que não exigem tanta performance, porém, dependem de mais espaço para o armazenamento de dados, por conta dos jogos instalados, fotos e vídeos que fazem download via Whatsapp.

Disco Rígido: Devo ou Não Atualizá-lo?

Podemos expor alguns pontos para que você possa definir se ainda vale a pena ou não o uso do disco magnético, e qual é a função do HD (ou HDD – Hard Disk Drive).

Pontos positivos: alta capacidade de armazenamento, baixo custo, por ser o mais usado no mundo, houveram diversas melhorias e atualizações positivas, sendo o seu custo-benefício o melhor até o momento.

Pontos negativos: não é resistente aos impactos, não resiste a quedas, não possui resistência a líquidos, não suporta altas temperaturas, por conter os seus mecanismos internos, a chance de ocorrer algum dano no mecanismo e oxidar é muito grande, podendo corromper e perder todos os arquivos que foram gravados.

Sobre o desempenho de Memória HD, podemos destacar 4 dos seus principais pontos:

  • Tempo de latência: é a medida utiliza para que seja efetuada a leitura ou gravação no local indicado no disco, sendo suas rotações por minuto (RPM) 5.400, 7.200 e 10.000.
  • Tempo de busca: é o que define, o disco ter um bom desempenho ou não, os diferentes fabricantes usam parâmetros diferentes para medição;
  • Tempo de acesso: é a soma dos dois tópicos anteriores, tempo de latência e tempo de busca, nada mais que o tempo necessário de acesso para as informações gravadas em disco. E novamente, quanto menor for o resultado, maior será o seu desempenho;
  • Tempo médio entre falhas: (MTBF) é uma medida usada para informar a quantidade de horas que um HD pode funcionar, antes de quebrar ou apresentar falhas, segundo os testes feitos pelos fabricantes em seus respectivos laboratórios, em teoria, quanto mais horas o dispositivo tiver, mais confiável a longo prazo ele será.

SSD ou Memória Flash: O Possível Substituto Do HD?

Como muitos especialistas e usuários têm especulado nos últimos meses, possivelmente o SSD será o substituto da memória HD.

Por ser uma tecnologia relativamente nova, que chegou há poucos anos no mercado, ela ainda está passando por reformulações, por mudanças, melhorias e atualizações, assim como aconteceram nos discos rígidos.

Diferente do HD, a sua memória em estado sólido continua sendo aperfeiçoada, para que cada vez mais, haja ganhos de mercado, de melhoria de custos, maximização da produção. e ainda mais sofisticações.

No longo prazo, o que é memória SSD (Solid-State Drive), senão os seus ganhos expressivos e exponenciais de velocidade, tempo de respostas muito menores, menor uso de energia, menos peso, e maior durabilidade do que o seu concorrente, o HD interno.

Em curto prazo, é o que o mercado mais tem apostado, no quesito de benefícios e investimentos, por não conter partes móveis, seu maior segredo está no seus mecanismos eletrônicos, com o circuito da placa, que por não se mover, diminui drasticamente o seu tempo de acesso.

Quanto mais especificações técnicas tiver, ainda mais alto será o custo final a ser investido, e até o presente momento, não existe nenhum SSD que está próximo de atingir a capacidade de armazenamento de um HD interno suporta.

Por conta do alto custo envolvido, menor capacidade de armazenamento, se comparado à uma memória magnética, se torna inviável para muitos usuários que utilizam desktops ou notebooks mais antigos.

Problemas comuns que podem ocorrer em SSDs, são relacionados após alguma atualização de firmware (um ou vários programas que fazem o software funcionar), desgaste natural da placa, falha de componentes eletrônicos, conectores danificados, e já tiveram casos de danos após a uma queda de energia.

Pen Drives, Cartão SD, HD Externo ou Nuvem: Saiba por qual você deve optar

Antes de chegarmos a conclusão de qual é a melhor opção, vamos lhe apresentar as informações mais importantes de cada um e suas especificações gerais, os custos, o ônus e como proteger os seus dados e as informações que estiverem salvas no dispositivo.

Os Pen Drives, conhecidos também como Flash Drive, seu fácil manuseio e praticidade de funcionar em praticamente em qualquer sistema operacional, e a agilidade e rapidez da tecnologia flash, sendo este dispositivo portátil a comunicação feita através da tecnologia USB. Formado apenas por uma placa com circuitos eletrônicos, o USB, e sua carcaça.

Uma tecnologia que hoje é mundialmente conhecida, e uma das mais utilizadas como memória externa, por diversos usuários ao redor do mundo. Capaz de armazenar uma quantia menor de dados, e por um valor bem mais acessível, sua popularidade foi aumentando com o passar do tempo.

Para o Cartão SD, Micro SD, ou comumente chamado, o Cartão de Memória, foi projetado para ser utilizados em dispositivos móveis, como celulares, tablets, câmeras fotográficas e em rádios/mp3 players, que também utiliza Memória Flash, e possui os seus diversos adaptadores para comunicação.

No Cartão Micro SD, os problemas são menores, mas isso não significa que não possam acontecer de serem corrompidos ou que haja sobrescrição de informações, a queima da memória ou ainda a quebra do dispositivo de conexão

Entre estes, o mais caro, e que o custo benefício não é dos mais favoráveis, excelente capacidade de armazenamento, e através do disco rígido externo, que por sua vez, usa a tecnologia de leitura magnética, assim como os HDs internos.

O HD externo apesar de ter uma ótima capacidade de armazenamento, é o que está mais suscetível aos danos físicos e problemas, por conta de quedas, altas temperaturas, as sujeiras e ao pó, o transporte inadequado, tudo isso é capaz de danificar o seu dispositivo.

Já para o armazenamento em Nuvem, ou armazenamento digital, é possível se obter de forma gratuita dezenas de gigabytes para armazenar os seus dados, arquivos, fotos, vídeos ou músicas online.

As 5 mais famosas e populares para uso e armazenamento em nuvens são:

  • Google Drive
  • Dropbox
  • Apple Icloud Drive
  • Amazon Drive
  • Microsoft One Drive

Os dados em nuvens é muito vantajoso e muito benéfico para quem busca um baixo custo mensal, redução do espaço utilizado e precisa de uma capacidade grande, para guardar seus dados.

É possível contratar diversos serviços de expansão em nuvem, por um valor mais baixo, por conta da competitividade e pelo grande número de empresas que oferecem o mesmo serviço, a estratégia utilizada está em oferecer um serviço gratuito com a intenção de que o cliente pague por seus serviços adicionais.

O ônus do armazenamento em nuvem, é que se você estiver em um lugar onde não haja acesso à internet, ou caso tenha alguma falha de rede, os seus arquivos ficam comprometidos, e desta forma não será possível o acesso às informações e aos dados.

(Visited 2 times, 1 visits today)